M.Libânio - Agrícola S.A

Enteprise


  • Imagem 1

88 ANOS DE TRADIÇÃO EMPRESARIAL

Durval e Manoel Libânio da Silva Filho, em 1920, fundaram a empresa “Durval Libânio & Irmão” com o nome comercial de “Casa Tupy”. Liderando esta empresa participaram do desbravamento e implantação da cacauicultura nos municípios de Gandu, Wenceslau Guimarães, Itamari, Ituberá, Piraí do Norte, Nova Ibiá, Nilo Peçanha, Ibirataia e adjacências, apoiando decisivamente aqueles que trabalhavam a terra, prestando-lhes suporte na compra de alimentos, no financiamento da produção e na comercialização do cacau.

A firma “Durval Libânio & Irmão” foi sucedida em 1950 pela “Manoel Libânio da Silva & Cia”, que continuou a liderar a compra e o financiamento da produção de cacau na região de Gandu, fomentando a produção e apoiando com crédito o estabelecimento de novos produtores na região.

Dotado de grande visão prospectiva, Manoel Libânio tinha consciência de que era indispensável consolidar o patrimônio tangível, representado pelas fazendas, por meio do investimento em patrimônio intangível, representado pela formação de sucessores e a profissionalização da Empresa.

A seu ver, essa era a solução para assegurar a continuidade dos compromissos assumidos com o desenvolvimento da região e a garantir o crescimento da Empresa, nos campos moral e material.

Para tanto, em 1975, consolidou o patrimônio transformando a empresa em uma sociedade anônima de capital fechado, a “M. Libânio Agrícola S.A.”, criando assim as condições necessárias à unidade em torno de objetivos comuns e ao florescimento de novas lideranças empresariais.

Na década de 80, diante da inelutável tendência à especialização e concentração do comércio de cacau, a Empresa decidiu dedicar-se, exclusivamente, às lides agrícolas, transferindo o negócio de comercialização à Joanes Industrial S.A., empresa posteriormente adquirida pela ADM (Archer Daniels Midland Company).


Rua Manoel Libânio da Silva, 100, Centro, Gandu - Bahia - Brasil | CEP 45.450-000